Prefeito e governador inauguraram a nova estação ferroviária
Compartilhar

Por Hélmiton Prateado

O prefeito Iris Rezende inaugurou nesta sexta-feira, 10, a restauração da Estação Ferroviária de Goiânia, um dos mais importantes edifícios representativos do acervo arquitetônico e urbanístico Art Déco da capital. A obra foi realizada com recursos do PAC Cidades Históricas, programa do Governo Federal, e conduzida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de Goiânia.

Durante a cerimônia, o prefeito Iris assinou decreto que cria o museu municipal Frei Nazareno confaloni e ressaltou que com o trabalho de restauração o espaço volta a ser um símbolo da memória e da identidade da capital. ‘A conclusão desta obra reforça o compromisso da gestão municipal em preservar o patrimônio histórico goianiense e valorizar a nossa cultura. Mas não só preservar, estamos trazendo vida, movimento e uso para a região. A reinauguração da Estação Ferroviária é um verdadeiro presente para Goiânia’, disse.

Todo o prédio passou por obras, incluindo a recuperação de toda a estrutura, como pisos e cobertura, além de nova pintura. O local também recebeu novas instalações e disposição dos espaços. Três elementos simbólicos da Estação ganharam destaque: a locomotiva, conhecida como Maria Fumaça, toda restaurada, foi realocada na plataforma de embarque para acesso e conhecimento do público; o tradicional relógio da torre foi recuperado e os dois painéis de Frei Confaloni, com os afrescos originais, um marco das artes plásticas em Goiás, foram restaurados.

A obra permitiu a requalificação urbana de uma área ao redor da Estação Ferroviária, na Praça do Trabalhador, que recebeu pavimentação, novo paisagismo, iluminação e mobiliário, criando mais um espaço de convivência para a população.

“O prefeito queria muito fazer essa obra e aqui está. Toda equipe da Prefeitura de Goiânia e todos do Iphan estão de parabéns por esse trabalho’, falou a presidente do Iphan, Kátia Bógea.

“A Estação Ferroviária volta a ser um espaço vivo e ativo para a população”, ressaltou o secretário municipal de Cultura, Kleber Adorno, explicando que o prédio recebe da Prefeitura de Goiânia uma unidade da Atende Fácil, posto da Guarda Civil, galeria de artes e um Centro de Atendimento ao Turista. “O objetivo é transformar o local em um centro de convivência”, completou.

Morador do setor Central há 20 anos, Sérgio Ricardo de Faria disse que se sentia incomodado em ver a Estação Ferroviária na situação que estava antes da reforma. “Tínhamos a impressão de que a Estação estava abandonada. Estou muito satisfeito em ver esse resgate da história de Goiânia com essa restauração. Tá muito bonito”, afirmou.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here