Compartilhar

Por Hélmiton Prateado

Em tempos de crise, é fundamental investir no setor cultural para dar forças aos artistas locais. Por isso, o Fundo Municipal de Cultura (FMC), edital 2019, anuncia o calendário de repasses às propostas contempladas. São repasses mensais, em que o valor de cada projeto será depositado inteiro, divididos no calendário em seis blocos (confira ao final da matéria). O apoio é do Conselho Municipal de Cultura e o investimento é da Prefeitura de Anápolis, através da Secretaria Municipal de Cultura.
O calendário do pagamento de projetos do FMC deste ano vai acontecer entre os meses de junho a novembro. Os blocos são divididos por linguagens como artes visuais, artes plásticas, literatura, audiovisual e outros. “A secretaria vai avaliar se é possível colocar alguns dos projetos no ambiente virtual. Aqueles que não forem possíveis vão se preparar para quando acabar o isolamento social”, explica o secretário municipal de Cultura, Wilson Velasco.
São 31 projetos, entre eles publicação de livros, música, exposições, atividades formativas, produção de filmes e muito mais. Todos atendendo diferentes perfis de públicos, como: crianças, pessoas em vulnerabilidade social, artistas em formação e a sociedade em geral. Cada projeto conta com o período de até um ano para sua realização e prestação de contas.
Recorde
Esta edição do FMC se destaca com dois marcos que o distingue de suas quatro edições passadas: o números de inscritos e o percentual de aumento.
Auxílio
Os repasses do Fundo durante a pandemia atendem um aspecto importante. “A regularidade, credibilidade e aumento do Fundo de Cultura levados a sério, desempenham um papel importante, neste momento, que é a superação da crise”, aponta o prefeito municipal, Roberto Naves.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here