Prefeito Gustavo Mendanha e secretário Edgar Tolini entregaram a UBS para o SAMU
Compartilhar

Por Hélmiton Prateado

A primeira ambulância foi entregue pelo Presidente Michel Temer, em São Paulo, e chegou a Aparecida nesta semana. Na noite de ontem (30), o prefeito Gustavo Mendanha realizou a entrega oficial no município, durante inauguração da obra de contenção de erosão, na Vila Brasília. As outras duas, devem chegar nos próximos meses.
O município já havia recebido duas ambulâncias de emendas parlamentares do deputado federal Lucas Vergílio (SDD), no início de outubro deste ano. Ou seja, Aparecida receberá um total de cinco veículos para atendimentos móvel de urgência e emergência. As novas ambulâncias substituirão os veículos de suporte avançado antigos. Com a chegada das outras duas ambulâncias, o SAMU substituirá duas unidades de suporte básico. Com isso, Aparecida terá 50% da sua frota renovada. Isso significa que Aparecida atende todos os critérios definidos pela Nota Técnica n° 338/CGUE/DAHU/SAS do Ministério da Saúde de outubro de 2016.
As ambulâncias foram adquiridas por meio de emendas parlamentares e nossa parceria com a União. “É uma conquista muito importante para nossa gesta, que é feita de parcerias. Isso tem possibilitado muitos recursos e benfeitorias para nossa cidade, como as ambulâncias, inaugurações de obras e outros. E quem ganha com isso é a população”, destaca o prefeito Gustavo Mendanha.
As novas unidades são equipadas com respirador, desfibrilador, GPS, ar-condicionado e todos os equipamentos necessários para atender ocorrências graves. O serviço avançado possui ainda médico e enfermeiro a disposição durante os resgates. Atualmente, o SAMU conta com três ambulâncias avançadas (USA), sete básicas (USB), três motolâncias e uma central de regulação regional, que atende 25 municípios da Centro-Sul, habilitados pelo Ministério da Saúde.
Outra boa notícia é a qualificação do SAMU. Agora, Aparecida recebe aproximadamente 426 mil mensal para o custeio dos serviços de atendimento móvel. Antes da qualificação, o valor repassado pelo governo federal era de 317 mil por mês. Portanto, o valor incorporado ao custeio foi de 108 mil. “O SAMU existia há sete anos na cidade e ainda não era qualificado. Com o cumprimento de 36 critérios do Ministério conseguimos a qualificação e o aumento do recurso”, destaca o secretário de Saúde Edgar Tollini.
Ainda de acordo com o secretário alguns dos critérios são: número de profissionais das unidades móveis de acordo com o art. 6º da Portaria GM/MS n° 1.010 de maio de 2012; Possuir escala afixada visível dos profissionais em exercício nas Unidades Móveis do SAMU 192; Contrato de manutenção efetiva preventiva e corretiva dos equipamentos médicos e unidades móveis; Seguro vigente contra sinistro da Unidade Móvel de Urgência; Capacitação permanente dos profissionais em exercício; Verificação de condição e funcionamento do veículo e equipamentos; Regularidade da documentação do veículo entre outros.
Panorama SAMU
Atualmente, o SAMU atende 81,8% da população brasileira, atuando em 3.514 municípios. Em todo o país, o Ministério da Saúde já habilitou 3.255 unidades móveis, sendo 2.659 Unidades de Suporte Básico e 596 de Suporte Avançado. Além disso, o Brasil conta com 267 Motolâncias, 13 Equipes de Embarcação e 12 Equipes Aeromédicas.
O objetivo do SAMU 192, que funciona 24 horas por dia, é socorrer rapidamente pacientes com necessidade de serem levados a unidades que prestam serviços de urgência ou emergência, como hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPA), para atendimentos clínicos, cirúrgicos, obstétricos, entre outros, evitando sofrimento, sequelas ou mesmo a morte.
O acionamento do SAMU se dá pela ligação gratuita à Central de Regulação de Urgências, pelo número 192. A partir do atendimento, as equipes formadas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas são deslocados para prestar o atendimento.

 

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here