Compartilhar

Por Hélmiton Prateado

A crise provocada pela pandemia do coronavírus fez com que o Instituto da Previdência do Município de Goiânia (GoiâniaPrev) buscasse investigar os impactos do isolamento social imposto aos seus beneficiários, em sua maioria idosos. Nesta semana o órgão lançou o programa “GoiâniaPrev Cuida”, que manterá contato, via telefone, com pensionistas e aposentados buscando diagnosticar a situação de cada um, para encaminhar, se necessário for, para assistência médica, de enfermagem, psicológica, fisioterapia, alėm de fazer chegar a cada um kit com alcool gel, máscara e produtos de prevenção de higiene.
Segundo a presidente do Instituito, Carolina Pereira, os profissionais irão ligar, se identificar e fornecer o número da matrícula dos assistidos. Os funcionários vão perguntar sobre a situação de saúde física e mental de cada um. No total, o GoiâniaPrev atende 10.148 segurados, dos quais 8.509 são aposentados e 1.639 pensionistas. O primeiro grupo a ser atendido é o que ganha até um salário mínimo, como explicou a presidente.
“Estamos priorizando os 1.408 que recebem até um salário mínimo porque são os que estão em situação mais vulnerável nesse período. Sabemos que aposentados apresentam maior propensão à depressão e podem estar precisando de algum medicamento. Queremos fazer essa ponte”, explicou.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here