Compartilhar

A Unidade Móvel de Prevenção ao Câncer de Mama e de Colo Uterino realizou mamografia e exames Papanicolau em mulheres do município de Doverlândia no extremo Oeste de Goiás. A cidade tem uma demanda alta de exames, principalmente de mamografia, e foi agraciada com a presença da Carreta da Prevenção como é chamada. A unidade é gerida pela Policlínica Estadual da Região Sudoeste, de Quirinópolis.
De acordo com Daniel Lima, secretário de Saúde de Doverlândia, a demanda é alta no município e aproximadamente 1.000 mulheres nunca conseguiram realizar esse exame. “Somos um município grande, com distâncias consideráveis e grande parte da população vive na zona rural, o que dificulta agendar uma mamografia para essas mulheres”, explica.
O município de Doverlândia tem quase 8.000 habitantes e apenas 3.000 moradores vivem na cidade. É grande o número de assentamentos rurais, 16, e há casos de aglomerações como essa que fica 100 quilômetros distante da sede do município, sendo praticamente uma outra cidade.
A secretaria municipal de saúde precisava buscar regular mamografia para Goiânia e quando conseguia agendar mandava um grupo de mulheres para a capital em busca do exame. Cerca de 2.000 mulheres estão na idade recomendada para serem submetidas a uma mamografia anual. O secretário Daniel Lima estima que a fila de espera chegue a seis meses e muitas mulheres acabam não conseguindo fazer.
“Esse benefício que o Governo de Goiás nos prestou, de mandar essa Carreta da Prevenção até aqui foi uma ajuda de valor inestimável. Já vamos entrar na fila logo pedindo que a carreta venha pra cá em breve e fique pelo menos um mês para solucionar a demanda”, frisa o secretário.
O coordenador-geral da Policlínica de Quirinópolis, Paulo Resende, explica que a agenda das pacientes atendidas é feita pelas secretarias municipais com a Superintendência Estadual de Regulação da Secretaria Estadual de Saúde.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here