Deputado estadual Humberto Adair (PT) defende que ações do presidente da Goiás Turismo devem ser investigadas
Compartilhar

O deputado estadual Humberto Adair (PT) e mais quatorze deputados estaduais entregaram na terça-feira, 11, à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás um pedido de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Agência Estadual de Turismo do Estado de Goiás – Goiás Turismo, presidida por Leandro Garcia (PR).

Segundo os parlamentares, a ação foi implementada após várias denúncias do Ministério Público (MP), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e de servidores da própria agência.

Adair ressalta que a abertura de uma CPI é uma forma de tornar possível que o presidente da agência possa se defender, uma vez que as denúncias dos órgãos estaduais partem desde a irregularidade em licitações a até contratações de artistas musicais financiadas pelo governo.

“A abertura dessa CPI é uma oportunidade de quem dirige a Goiás Turismo vir aqui se defender, porque, na verdade, tem denúncias desde licitação até a contratação de duplas e cantores que fazem uma quantidade absurda de shows. E são shows que, para a iniciativa privada, custam menos da metade do preço que custam para os cofres públicos”, afirmou.

Processo

Segundo a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), a abertura de uma CPI só pode ser instaurada caso a solicitação tenha a assinatura de 1/3 (um terço) do número total dos parlamentares. Em Goiás, esse número é 14.

O pedido apresentado à Alego conta com a assinatura do deputado Humberto Adair e mais 14 deputados, são eles: Claudio Meireles (PR), Lissauer Vieira (PSB), Diego Sorgatto (PSB), Marquinho Palmerston (PSDB), Delegada Adriana Accorsi (PT), Isaura Lemos (PC do B), José Nelto (PMDB), Bruno Peixoto (PMDB), Karlos Cabral (PDT), Lívio Luciano (PMDB), Luis Cesar Bueno (PT), Major Araújo (PRP), Paulo Cezar Martins (PMDB), Wagner Siqueira (PMDB).

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here