Compartilhar

Foram 42 dias de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da Covid-19 no Hospital Estadual de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo). Até que nesta sexta-feira, 18, o paciente Danilo Cieslak de Castro, de 38 anos, deixou a UTI recuperado da doença.
Danilo segue tratamento na enfermaria exclusiva da ala de Covid-19 do Hugo, onde aguarda melhora do quadro clínico para chegar ao momento esperado da alta hospitalar. Natural de Cidade Ocidental, no Entorno do Distrito Federal, o jovem deu entrada no hospital no dia 8 de maio.
No período em que ficou internado na UTI para Covid-19 do Hospital Estadual de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz, o paciente precisou do auxílio de ventilação mecânica e passou por uma traqueostomia. De acordo com o boletim médico de Danilo, o comprometimento pulmonar chegou a mais de 75%, com necessidade de tratamento de hemodiálise.
Transferido hoje para a enfermaria, já livre da doença, Danilo ainda precisa do uso de oxigênio para respirar. Como a UTI para paciente para Covid-19 impede a presença de acompanhantes ou familiares por questões de segurança, a alta da Unidade de Terapia Intensiva foi festejada pelas equipes médica, de enfermagem e multiprofissional do Hugo.
Comemoração
A coordenadora de enfermagem da clínica médica do hospital, Maytê Lujan Nery, conta que os profissionais que acompanharam a evolução do quadro de Danilo fizeram questão de participar do momento de comemoração pela recuperação da Covid-19 e transferência para a enfermaria. “Foi feita uma videochamada para a família acompanhar este momento que foi tão esperado por todos”, descreve Maytê.
No momento em que a maca em que Danilo estava era transportada da UTI de Covid para a enfermaria de tratamento exclusivo da doença, uma das enfermeiras repara a emoção do paciente e comenta: “Ele está chorando, tadinho”.
Por mais que os profissionais do Hugo lidem diariamente com os cuidados de pessoas que estão com Covid-19, a felicidade da alta de um paciente que apresenta evolução no quadro clínico contagia as equipes. “Parabéns” eram as palavras ouvidas no corredor enquanto Danilo saía da UTI e era transferido para a enfermaria. Para paciente e familiares, o desejo é o de que a próxima notícia seja a da possibilidade de voltar em breve para casa.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here