Diário da Manhã será lido apenas na versão online
Compartilhar

Por Hélmiton Prateado

O Jornal Diário da Manhã, que há mais de três décadas forma opiniões em Goiás e no Brasil deixará de circular em sua versão impressa nos próximos 15 dias. A decisão tomada pelo editor-geral, jornalista Batista Custódio, se deve à necessidade de conter os gastos e se adequar à realidade ditada pela crise econômica que o país atravessa, potencializados pela falta de verbas publicitárias de órgãos oficiais.
O governador José Éliton e o ex-governador Marconi Perillo, ambos do PSDB, são os grandes responsáveis pela paralisação da impressão do DM, principalmente pelas medidas de estrangulamento e abandono que deram ao periódico desde o início da segunda fase tucana no poder em Goiás, em 2011. Marconi, principalmente, destinou grandes somas de recursos para outros meios, inclusive revistas nacionais e gastou uma enormidade de dinheiro com coisas inexplicáveis, como por exemplo sites que apenas fazima apologia a sua figura e descancavam notícias negativas em seus opositores. Um desses, o site Goiás 24 Horas é alvo de ações de improbidade administrativa para apurar o derrame de dinheiro ilegal.
Batista Custódio sofreu além das perseguições as tradicionais traições e punhaladas pelas costas de pessoas que ele ajudou e que lhe rifaram pelo poder.
A recuperação judicial que a empresa enfrenta tem sido honrada a duras penas e com o auxílio abnegado de colaboradores e amigos do jornalista.
O Diário da Manhã deverá retomar as edições impressas tão logo as pendências financeiras sejam resolvidas e ele volte a ser a trincheira da liberdade.
Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here