Compartilhar

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio das secretarias de Meio Ambiente e Sustentabilidade e Executiva de Mobilidade e Trânsito (SMTA), criou métodos diferentes no mês do meio ambiente deste ano para trabalhar a conscientização dos aparecidenses. Entre as ações estão o plantio e cultivo de hortaliças na sede da SMTA, distribuição de mudas, além de ações sobre educação ambiental. Na horta foram plantadas mudas de salsa, coentro, cebolinha, hortelã e alface.
Segundo o secretário executivo da SMTA, Sérgio Carvalho, todos os anos, em junho, mês que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, a SMTA promove ações educativas para preservação da natureza. Para este ano a horta foi uma opção utilizada para conscientizar a comunidade local sobre a importância da preservação de recursos ambientais para a produção sustentável de alimentos. No local os agentes fazem também a distribuição de mudas frutíferas e ornamentais, além de ensinar o manejo da terra para receber o plantio.
“Serão ofertadas mudas de goiaba, manjericão, alface, amora, entre outras. Para nossa comunidade, a iniciativa será importante, uma vez que, a horta em frente ao prédio público chama a atenção da população e as pessoas têm a oportunidade de conhecer o funcionamento dela, podendo replicar em seus lares. Para isso, instalamos placas informativas na horta sobre a história e importância de cada hortaliça e da preservação de recursos naturais”, explicou o secretário.
O chefe de Qualificação e Educação de Trânsito da SMTA, Cleves Rodrigues, que idealizou o projeto, explica que o objetivo é incentivar a população a construir sua própria horta em casa livre de resíduos químicos e agrotóxicos “O cultivo de uma horta orgânica é uma forma natural de produzir hortaliças, utilizamos práticas adequadas, sem uso de agrotóxicos, adubos químicos, sementes transgênicas e outros produtos prejudiciais à saúde humana e ao meio ambiente. Cultivar no sistema orgânico significa fazer as pazes com a o meio ambiente, protegendo os recursos da natureza como o solo, água, flora e fauna”, explicou o agente de trânsito.
A horta despertou o interesse da aposentada Lucia Beatriz Silva Pereira, 51, que passava pelo local. “Me chamou a atenção porque é algo que eu sempre tive vontade de fazer em casa. Como eu gosto de cozinhar, os alimentos naturais livres de resíduos químicos fazem toda diferença na comida. Muito interessante essa iniciativa, com certeza vou fazer uma horta como essa em casa”, explicou a moradora que aproveitou a ocasião para levar uma muda para casa.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here