Compartilhar

A moradora de Posse Bruna Carla Cabral de Souza será a primeira paciente da cidade a receber a medicação de alto custo disponibilizada pela Secretaria Estadual de Saúde através da Central de Medicação de Alto Custo Juarez Barbosa. O secretário Ismael Alexandrino anunciou a extensão desse serviço na última semana e hoje técnicos da SES estavam na Policlínica Regional de Posse para iniciar os protocolos de distribuição de medicamentos.
Bruna esteve na Policlínica na manhã dessa segunda-feira para realizar uma ultrassonografia e foi surpreendida com o anúncio de que a medicação de alto custo que ela necessita será disponibilizada pelo Governo de Goiás. Aos 25 anos ela está grávida de três meses em uma gestação de risco. Bruna é portadora de trombofilia e já teve cinco gestações anteriores interrompidas pelo problema.
“Fiquei muito emocionada quando soube e só parei de chorar quando cheguei em casa. Graças a Deus tem pessoas boas assim que se lembraram de mim e me colocaram na primeira fila para receber essa medicação”, conta ela.
O medicamento Clexane, um anticoagulante poderoso, precisa ser de uso contínuo para pacientes com quadro de trombofilia, como é o caso de Bruna Carla. Cada ampola para ser injetada custa em média R$ 180,00 e seria um grande sacrifício para ela e o marido conseguirem. O marido é vigilante e ela precisa tomar uma dose diária até o parto e por mais um mês após o nascimento do bebê.
Sem conseguir fazer qualquer declaração pela emoção ela preferiu escrever uma pequena carta em que agradece ao secretário Ismael Alexandrino e à diretora da Policlínica de Posse, Silvana Mofardini, pelo benefício que vai receber a partir da próxima semana. “A Policlínica veio trazer um grande benefício para nossa cidade, principalmente para a população mais necessitada, porque possibilita o a várias especialidades de médicos”, frisou.
A equipe da Policlínica de Posse vai triar os pacientes que precisam de medicação de alto custo na região e iniciar a distribuição. Segundo a diretora, Silvana Mofardini, a expectativa é que em julho cerca de 341 pacientes já estejam recebendo regularmente medicamentos de alto custo.
Bruna Carla revela muita expectativa no benefício e diz que será sua redenção. “Com a graça de Deus em dezembro quero estar com meu bebê em meus braços”, finaliza.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here