Adolfo Ribeiro Valadares, Grão Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado de Goiás - GLEG

 

Um acordo de alcance mundial pacificou o dia 8 de março como sendo o Dia Internacional da Mulher, data destinada a render homenagens e lembranças todas destinadas às mulheres de todo o Planeta. Todos os anos acontecem as mesmas citações e palavras elogiosas às mulheres, são enaltecidas suas virtudes e predicados e ditas expressões lembradas em data especial como esse dia para dizer da importância de um dia específico para exaltar e destacar os valores femininos.

Nós maçons fazemos coro a todas as ações que exaltem as mulheres e inclusive já exprimimos em texto publicado em 2016 que para nós “todos os dias são das mulheres”. Fizemos isso para ficar patente que não se deve ter apenas um dia específico com a finalidade de exaltar as qualidades e merecimentos das mulheres. Frisamos que uma mulher é, para um maçom, a materialização do amor e o porto seguro onde se estrutura sua vida.

Hoje queremos avançar nessa homenagem. Entendemos que as mulheres devem receber as mesmas demonstrações de afeto, respeito, consideração, proteção, cuidado e reverência todos os dias. Um dia como o 8 de Março de cada ano precisa se destinar a mais do que isto e essa reflexão é a que precisamos empreender, tentando aplicar na prática toda consideração que enumeramos em conceitos abstratos ditos nessa data específica de março a cada ano.

A maçonaria universal coloca como premissa básica para ingressar em nossa sublime ordem a concordância com alguns conceitos basilares. O primeiro deles é a crença em um Ser Superior, Deus, um Princípio Criador que tudo rege e a crença na imortalidade da alma, razão para nossas atitudes de aprimoramento do espírito e do caráter. Mas, há uma atitude indispensável para que um indivíduo seja aceito em nossa fraternidade: a anuência da mulher que lhe seja digna de seus afetos. Em outras palavras, para ser maçom o homem precisa da concordância de sua esposa, de sua mãe ou de uma irmã. O imprescindível é que esta mulher avalize sua entrada na maçonaria, porque sem essa autorização ele não será aceito entre nós. Um homem pode ser probo, temente a Deus, virtuoso, trabalhador incansável, caridoso, piedoso, ter todas as qualidades morais e espirituais que o credencie a estar entre os melhores cidadãos. Mas, de nada adiantará se ele não tiver a concordância de sua mãe ou de sua esposa. Essa condição sem a qual não se aceita um homem em nossas fileiras é premissa básica para conceituarmos a importância que as mulheres têm para nós.

A mulher é o oráculo onde se reúnem três predicados sublimes em um ser: sabedoria, força e beleza. O Grande Arquiteto Do Universo, em sua infinita misericórdia colocou esse ente de luz chamado mulher para nos guiar pela senda da vida. A sabedoria que emana dela nos induz a refletirmos antes de qualquer ação, porque ela condensa com inigualável perfeição a sensibilidade com a racionalidade, aumentando as chances de acerto em cada atividade ou decisão tomada. Sua força para enfrentar desafios ou solucionar questões difíceis ou quase impossíveis para nós homens resolvermos sozinhos é o diferencial magnífico que faz delas muito mais poderosas do que nós.

A beleza que emana de suas auras fascina a humanidade por toda a história e promove revoluções incontáveis nas mentes e almas dos homens. Se pudéssemos definir em uma frase de singela observância diríamos que as mulheres são seres que se aproximam da perfeição muito mais que os homens, por isto nos fazem tão dependentes de suas presenças e suas orientações. A mulher é a poesia que embala sonhos e acalenta a esperança de um mundo melhor, porque na doçura de uma mulher reside a certeza de que a obra de Deus é perfeita e nos leva à plenitude da realização. Feliz e abençoado é o homem que se desapega das amarras do machismo arraigado na masculinidade rançosa e se rende ao poder transformador da alma que há no sorriso de uma mulher e na luz que brilha em seu olhar.

No Livro da Lei, a Bíblia, há incontáveis citações sobre os valores inerentes às mulheres e todas são de singular sabedoria. Prova inconteste do quanto elas representam para o ideal de perfeição que almejamos e o papel que o Supremo Criador nos destina a buscar. Mas, toda essa referência que temos das mulheres nos induz também a buscarmos a cada dia aprimorar as relações e os ideais de bem viver que queremos entre nós. Nossa sociedade evoluiu muito nas últimas décadas no sentido de respeito e dignidade para as mulheres. Saímos de condições de submissão completa no século passado, em que as mulheres foram consideradas relativamente incapazes e com direitos muito restritos, para a edição de leis que punem com severidade agressões às mulheres e a garantia plena de seus direitos civis. Todavia, há muito ainda a ser feito e a responsabilidade de cada maçom é ser agente transformador dessa história, apararmos as asperezas que ainda resistem nas relações entre os dois gêneros e que sejam cada vez mais harmônicas. Essa é a maior homenagem que podemos render a esses seres plenos de luz que são irmãs, esposas, mães, companheiras, amigas, cúmplices ou singelamente nossas parceiras de evolução.

Conclamamos toda a sociedade a fazer uma vigília constante para garantir o respeito pleno, a dignidade e a exaltação às mulheres.

Adolfo Ribeiro Valadares é Grão Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado de Goiás – GLEG

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here