Compartilhar

Por Hélmiton Prateado

“Foi um milagre, nós temos certeza”. O relato emocionante é de Polyana de Jesus Rodrigues, que durante 25 dias passou pela angústia de ter o pai internado com o novo coronavírus. O pastor Paulo Luís Alves de Rodrigues, de 57 anos, ficou internado por 25 dias no hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP). Ele recebeu alta nessa terça-feira, 11, e vai seguir em casa fase final da recuperação, junto com a família.
O pastor deu entrada no HMAP no dia 18 de julho com o diagnóstico positivo para a Covid-19 e com sintomas de falta de ar, tosse seca, dor no corpo e dor de cabeça. Ele foi encaminhado para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e precisou ser intubado. “Meu pai foi para Upa Buriti Sereno e de lá foi levado para o Hmap e já foi para UTI. Ele foi sedado e estava respirando com ajuda de aparelhos. O pulmão chegou a ficar 50 % comprometido, e a intubação foi bem complicada ao ponto de três médicos tentarem ajudar, pois uma gordura na região do pescoço estava impedindo o processo de intubação”, relatou a filha.
Antes de chegar ao HMAP, a família de Paulo Luís relatou que o pastor começou a sentir os primeiros sintomas na segunda semana de julho. A esposa, Divina Rosa viveu tudo de perto e em casa iniciou medicação para gripe, mas o mas o marido piorou, surgiu uma falta de ar que agravou a situação. ”No domingo, 12 de julhos, resolvemos buscar ajuda médica. Ele iniciou a medicação para Covid e ficou isolado em casa até sair o resultado do exame. Em casa, meu esposo ficou isolado recebendo tudo pela janela. Foi o pior momento de toda minha vida” afirmou Divina.
A família de Paulo nunca perdeu a fé e sempre se manteve em oração. “Houve uma noite que ele tossia sem parar, e eu andava na casa andando de um lado para o outro só sabia orar e chorar. Então quando achei que Deus ia recolher meu marido, eu me joguei no chão e fiz um voto ao Senhor de que se ele restaurasse a saúde do meu marido e se ninguém da família tivesse sido infectado, eu iria raspar a minha cabeça na máquina dois e entregaria meus cabelos ao Senhor” relatou a esposa. As duas filhas do pastor também fizeram o mesmo voto, cumpriram e rasparam a cabeça em razão da recuperação do pai. Para a família, o proposito e as orações de amigos e familiares foi fundamental para a melhora do pastor.
Após 13 dias de UTI e uma melhora significativa do estado de saúde, o paciente foi encaminhado para enfermaria Covid do Hmap. “Do lado de fora, a família, os amigos, e irmãos da igreja oraram muito para que Deus pudesse intervir e trazê-lo de volta com vida. Teve uma noite que alguns familiares e amigos foram à porta do hospital para fazer uma oração para a recuperação da saúde do meu pai”, revela a filha.
Na tarde dessa terça-feira, 11, o pastor, chamado carinhosamente pela família de “nosso milagre”, recebeu alta. A saída foi comemorada com aplausos e muita comoção de familiares e da equipe de saúde que o acolheu. “Nós estamos impressionados com a qualidade do serviço do hospital, toda equipe de médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas. Hoje, o meu pai vai para casa receber todo amor e cuidado da família. Ele está agradecido por Deus ter lhe dado de novo à vida e reconhece que a equipe do HMAP tem grande contribuição para sua recuperação. Meu pai está impressionado com o atendimento recebido no hospital e com certeza o amor da equipe também cooperou para a melhora dele. Muito obrigado a toda equipe”, concluiu Polyana.
O sucesso na recuperação dos pacientes se deve ao empenho das equipes multiprofissionais do HMAP que estão na linha de frente de combate à doença, levando assistência segura aos internados. Profissionais que trabalham incansavelmente, com agilidade e competência sempre com foco na recuperação e no tratamento humanizado.
Referência para tratamento da COVID-19
O Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP) é referência no tratamento da Covid-19 em Aparecida. A unidade possui 120 leitos hospitalares exclusivos para tratamento do novo coronavírus.
São 60 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) que estão dispostos em duas salas que atendem protocolos de isolamento. 60 leitos de semi-UTI, todos com pontos de oxigênio, se localizam em uma ala isolada das demais.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here