Compartilhar

Após 169 dias internado, o trabalhador rural Juvenilson da Costa Pereira, de 22 anos, recebeu alta nesta terça-feira, 6, do Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo). Ele deu entrada na unidade de saúde no dia 19 de outubro de 2020, vítima de um acidente de trânsito e no período de internação, passou pela Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria.
Antes de deixar a unidade, Juvenilson foi homenageado pelos colaboradores do Hugo que se posicionaram em um corredor e aplaudiram o paciente. Ação foi idealizada por profissionais da equipe multiprofissional da unidade que acompanharam o paciente durante o tratamento. Emocionados, mãe e filho demonstraram gratidão à equipe. “Eu queria agradecer todo mundo que me ajudou e cuidou de mim no hospital. Obrigado por tudo”, falou Juvenilson. “Agradeço a todos que cuidaram do meu filho durante quase seis meses. Graças a Deus estou levando meu filho pra casa. Ele foi muito bem tratado no Hugo, que Deus abençoe todos vocês”, relatou Veronice Pereira.
Para deixar a internação menos dolorosa, a equipe multiprofissional do Hugo realizou com Juvenilson ações de humanização. “Ao longo desses 169 dias, proporcionamos o paciente 3 banhos de sol acompanhado pela mãe, além de corte de cabelo e uma assistência da nutrição com proposta de um cardápio diferenciado. O paciente teve acompanhamento social e psicológico durante o período que ficou no Hugo”, explica a coordenadora multiprofissional, Andressa Arruda.
A profissional ressalta que a felicidade em viver esse momento marcou todos os colaboradores. “Ver o paciente sair daqui bem, após esse longo trajeto de internação, é uma vitória. Gratidão por podermos ajudar milhares de pessoas, por contribuir, por partilhar, por proporcionarmos um atendimento seguro e com ênfase na humanização.”
Responsável por toda a organização logística da alta do paciente, Karita Garbin, membro do departamento de Relacionamento e Ouvidoria do Hugo, teve que movimentar toda a situação para que o paciente não soubesse de nada. “A mãe dele ficou ciente, mas conseguimos manter em segredo dele até a hora da saída. Conseguimos que todos os departamentos estivessem representados por colaboradores que se despediram. Afinal de contas, o hospital é feito por todos”, conta.
HUMANIZAÇÃO
“Eu tenho fé, e o Juvenilson também. Não tem como dizer que a gente é imparcial, porque mesmo com a tentativa, não conseguimos. Não tem como não levar os casos para a nossa casa. Eu levei o (caso do) Juvenilson para casa, assim como levo tantos outros. Eu fiz orações para que ele saísse bem, e em condições de ter uma vida normal. A gente se sente no lugar deles e, posso te garantir que, viver empatia é muito mais que só ouvir”, disse a residente em psicologia Daniele Cristina, que acompanhou todo o tratamento.
O Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo) proporciona aos seus pacientes um tratamento humanizado que faz com que os usuários se sintam acolhidos, confortáveis e agradecidos. As práticas buscam dar dignidade aos cuidados realizados aos pacientes. A missão do hospital é oferecer um atendimento de excelência com acolhimento e cuidado humanizado, focado na satisfação do usuário.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here