Prefeitura de Goiânia tem ações de integração e culturais com idosos. Semas cumpre determinação do prefeito Iris Rezende

Por Hélmiton Prateado

O Ministério Público do Estado de Goiás, por meio da 30ª Promotoria de Justiça – Defesa das Pessoas Idosas, elogiou a atuação da Secretaria Municipal de Assitência Social (Semas) no atendimento aos idosos em Goiânia. Em ofício encaminhado, o MP agradeceu a Assessoria de Proteção Especializada de Atendimento ao Idoso – departamento vinculado à Semas, nos trabalhos desenvolvidos em conjunto com a Promotoria de Justiça.  Atualmente, a Semas atende cerca de 5 mil idosos por meio dos 114 Centros de Convivência.

O elogio reforça a atuação da secretaria que há 10 anos realiza um trabalho de atenção aos idosos da capital, ao mesmo tempo em que efetiva a implantação da Rede Municipal de Atendimento às Pessoas Idosas. Pesquisas têm mostrado que a população brasileira está envelhecendo e o país precisa reforçar suas políticas para este público específico. No Brasil, as pessoas com 60 anos ou mais somavam em 2013 o equivalente a 13% da população (Pnad/IBGE, 2013). Segundo estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS), os idosos serão 30% em 2050.
Com base neste cenário, a Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio da Assessoria de Proteção Especializada de Atendimento ao Idoso, desenvolve atividades para a efetivação dos direitos dos idosos, com o propósito de estimulá-los a reconstruir suas histórias e vivências individuais, coletivas e familiares.A assessoria também articula junto às instâncias competentes, medidas protetivas e preventivas junto aos idosos. São realizadas visitas domiciliares, encaminhamentos e acompanhamento de usuários em situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social. Quando necessário, os idosos são encaminhados para a obtenção de Benefício de Prestação Continuada (BPC), que consiste no recebimento de um salário mínimo ou a uma das 27 unidades básicas ou para as cinco unidades especiais da Semas.A Assessoria também oferece suporte necessário ao atendimento nos grupos de convivência existentes nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), pelos Núcleos de Assistência Social (NAS) e pelas associações parceiras. Estes grupos têm como objetivo o resgate da autoestima desses idosos com ações que visam incentivar a valorização da pessoa idosa por meio de programas, projetos e ações socioassistenciais nos grupos de convivência. Nos centros de convivência o idoso tem aulas de artesanato, hidroginástica, pintura em tecido, biscuit, trico, entre outros. O departamento que conta com uma equipe multidisciplinar, composta por assistentes sociais, fisioterapeuta, psicóloga, educador físico, recreador e terapeutas ocupacionais, oferece, ainda, orientação psicossocial para que os idosos conheçam seus direitos e recebam informações sobre saúde, atividades culturais, esportivas e de lazer, e oficinas de trabalhos manuais.

A Assessoria ainda é responsável por seis grupos culturais formados exclusivamente por idosos. Ao todo, dentro da sede, 300 idosos participam do Grupo Alegria Vozes e Violão; Teclado; Sanfona; Dança e Cantares Portugueses; Coral e Cavaquinho.

Inscrições

Para participar das atividades nos grupos culturais, é necessário ter 60 anos ou mais, autonomia funcional (independência), apresentar cópia da carteira de identidade, CPF e cópia do comprovante de endereço. As inscrições podem ser feitas na secretaria, das 7 às 18 horas. Mais informações: 3524-2666

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here