Compartilhar

A Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS) deu início nesta quinta-feira, 5 de maio, a vacinação contra a covid-19 em pessoas com comorbidades seguindo o Programa Nacional de Imunizações (PNI). A aplicação da primeira dose da vacina nesse público está sendo feita sem necessidade de agendamento prévio nos drive-thrus da Cidade Administrativa Luiz Alberto Maguito Vilela, no setor Solar Central Park, e do Centro de Especialidades, no Jardim Boa Esperança, das 8h às 18h. No sábado a vacinação é das 8h às 17h.
Nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) dos bairros Andrade Reis, Bairro Cardoso, Jardim Olímpico, Jardim Florença e Veiga Jardim, a imunização ocorrerá mediante agendamento pelo aplicativo Saúde Aparecida, que pode ser acessado pelo site da Prefeitura: www.aparecida.go.gov.br. As vagas estarão disponíveis na plataforma a partir de segunda-feira, 10.
Amália de Fátima Silva, de 59 anos, é hipertensa e foi a primeira pessoa do grupo de comorbidades de Aparecida a receber a primeira dose da vacina nesta manhã. “Eu estava muito preocupada e ansiosa, agora estou feliz demais, fui vacinada Graças a Deus. Cheguei aqui ainda de madrugada, fui a primeira a receber a imunização, agora estou mais tranquila e aliviada”, disse.
O jovem Wisner Leal Siqueira de 22 anos veio com os pais ao drive da Cidade Administrativa. Ele, que tem síndrome de down, contou que estava muito feliz. “Estou feliz, obrigada”. Já Dona Geralda Rodrigues Santos Paiva, de 58 anos, falou da importância da vacina. “Como tenho diabete e esteatose hepática sempre tive que tomar cuidado redobrado pra me proteger, mas graças a Deus chegamos até aqui sem enfrentar hospital e essa doença terrível. É nosso dever nos imunizar, temos que confiar na medicina e saber que estão lutando para fazer aquilo que é melhor para nós”, comentou.
Nessa primeira etapa da fase das comorbidades, serão contempladas, de acordo com o quantitativo de doses disponível:
– Pessoas com Síndrome de Down acima de 18 anos;
– Portadores de doença renal crônica em terapia de substituição renal (Diálise) acima de 18 anos;
– Gestantes e Puérperas acima de 18 anos com comorbidades;
– Pessoas com comorbidades de 58 e 59 anos;
– Portadores de deficiência permanente cadastrados no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos de idade.
Laudo médico
A coordenadora de Imunização da SMS, Renata Cordeiro, informa que para comprovar qualquer uma das comorbidades previstas nessa etapa e ter acesso à vacina é indispensável a apresentação de laudo médico. Para tanto, segundo a gestora, a SMS desenvolveu um modelo padrão de formulário a ser utilizado no município para atestar as comorbidades. Contudo, ela ressalta: “Esse documento é para facilitar, no entanto, qualquer laudo médico simples também será aceito para validar a vacinação, desde que emitido há no máximo um ano e conste o nome completo do paciente, comorbidade descrita e assinatura do médico, com o respectivo carimbo. Receitas não serão aceitas”.
Renata explica que para facilitar o acesso à vacina para aquelas pessoas do grupo prioritário de comorbidades, os formulários estarão impressos nas 40 Unidades Básicas de Saúde do município, podendo ser preenchido pelos médicos das unidades após consulta e avaliação. “O laudo médico é simples, precisando conter qual a comorbidade do paciente, nome completo e ser carimbado e assinado pelo médico. É importante que todos tragam todos os documentos necessários. No caso de pessoas com deficiência, são aceitos os cartões de cadastro ou carteira de identificação da comorbidade. Para quem não tem esses documentos, é preciso trazer laudo comprobatório”, disse a coordenadora.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here