Casos de sarampo levaram a SMS a intensificar vacinação
Compartilhar

Por Hélmiton Prateado

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia acendeu seu sinal de alerta com os casos de sarampo notificados, e intensificou as medidas de prevenção contra a doença. De acordo com o Ministério da Saúde, um navio procedente da região sudeste do país apresentou 13 casos confirmados de sarampo entre os tripulantes.
Segundo a superintende de Vigilância em Saúde em Goiânia, Flúvia Amorim, considerando a capacidade de transporte em massa do navio e a possibilidade de chegarem em Goiânia pessoas que estavam embarcadas, é necessária e indispensável a intensificação da vacinação contra o sarampo, caxumba e rubéola.
“A vacinação é a melhor forma para prevenir as doenças e as pessoas não vacinadas ou com o cartão de vacina incompleto devem ser imunizadas”, afirma a superintendente.
Devem receber a vacina crianças de 12 meses a 4 anos de idade, sendo uma dose da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) aos 12 meses e uma dose de tetra viral (sarampo caxumba, rubéola e varicela) aos 15 meses. Pessoas de 5 a 29 anos de idade devem receber duas doses da vacina tríplice viral com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses. Adultos de 30 a 49 anos de idade receberão dose única da vacina tríplice viral. Já os profissionais da saúde, independente da faixa etária, receberão duas doses com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disponibiliza as vacinas em 69 unidades de saúde da prefeitura que estão espalhados por todas as regiões da Capital.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here