Violinista Natanael Ferreira e ministro Marcos Pontes
Compartilhar

Por Hélmiton Prateado

O violista Natanael Ferreira, ex-aluno do Itego em Artes Basileu França, recebeu no último dia 25 de junho, em Genebra, na Suíça, o prêmio de melhor instrumentista de cordas em mestrado solista do ano.
O músico faz parte de um grupo de jovens talentos brasileiros que se apresentaram, nos dias 29 e 30 de junho deste ano, na Festa anual da Música de Genebra, com um repertório de músicas de compositores como Heitor Villa-Lobos, Pixinguinha, Ary Barroso, Tom Jobim, Zequinha de Abreu e César Guerreiro Peixe. O concerto encantou o público com a música popular brasileira, abrangendo do clássico ao popular.
Estiveram presentes na cerimônia de entrega do prêmio a Embaixadora do Brasil em Genebra, Susan Kleebank; o Ministro de Ciências e Tecnologia do Governo Brasileiro, Marcos Pontes, dentre outras autoridades.
“Foi muito gratificante para mim receber esse prêmio internacional, pois construí uma carreira desde que comecei a estudar no Basileu França e, também em Anápolis, onde nasci. Essa é uma premiação de grande porte para a carreira de um músico. É uma forma de reconhecimento e serve também para avaliar os meus resultados enquanto artista. Sou muito dedicado aos concertos e às turnês em que toco e, nem sempre, tenho tempo para refletir sobre meu trabalho como um todo. Receber um prêmio como esse reconhecido em toda a Europa me deixa extremamente feliz. Agradeço aos meus familiares, amigos, professores, patrocinadores e, especialmente a Deus, que sempre me ajudaram muito. Receber o prêmio do ano de melhor instrumentista de cordas de Genebra é sem sombra de dúvida um grande marco na minha carreira”, afirma o músico brasileiro, que já ganhou outros prêmios na Suíça e na França.
CARREIRA DO JOVEM MÚSICO
Natanael Ferreira começou seus estudos musicais tocando piano aos 9 anos de idade. Aos 12 mudou para a viola com o incentivo do tio, o maestro Eliseu Ferreira. O músico fez parte daOrquestra Sinfônica Jovem de Goiás (OSJG) e da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP).
Ele também participou de vários festivais nacionais e internacionais de música.Atualmente o violista Natanael Ferreira tem 24 anos e estuda na Escola de Altos Estudos de Música de Genebra (Hemge), na Suíça, onde terminou o bacharelado, e hoje cursa mestrado na especialidade solista, na classe do professor Miguel da Silva. Além disso, ele é residente na Queen Elisabeth Music Chapel, em Bruxelas, na Bélgica, juntamente com os outros integrantes do Aurora Piano Quarteto. Essa escola é considerada uma das melhores academias de música do mundo.
O violista goiano realiza concertos como solista e músico de câmara, na Suíça e na França, destacando-se como um dos grandes jovens talentos brasileiros, segundo críticos musicais europeus.

Compartilhar