Compartilhar

Além de ser palco de grandes eventos, o estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira é um importante equipamento esportivo para as políticas públicas do Governo de Goiás, tanto em projetos sociais, como em treinamentos para atletas de alto rendimento, que representam Goiás em grandes competições.
Atualmente, a pista de atletismo abriga o projeto de iniciação esportiva da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, com treinamentos de corrida de rua. As aulas acontecem no período matutino na segunda-feira, quarta e sexta, e vespertino as terça e quinta, assim como turmas de ginástica funcional, utilizando a estrutura interna do estádio.
O secretário de Esporte e Lazer, Henderson Rodrigues, avaliou de forma positiva a utilização do espaço pela comunidade. “Nosso papel enquanto ente público é fomentar o esporte em todos os níveis, da iniciação esportiva ao alto rendimento, do aspecto social e, também, como ferramenta de saúde e bem-estar para a sociedade”, destacou o titular da pasta.
Em abril de 2021, o estádio também abriu as portas para os treinos de alto rendimento, preparando atletas que representaram o Estado de Goiás no Troféu Brasil de Atletismo, em São Paulo. Parte destes atletas continuaram a preparação no local para disputar os Jogos Universitários Brasileiros (Jubs), incluindo os velocistas que conquistaram a medalha de ouro no revezamento 4x400m masculino e o bronze no revezamento 4x100m feminino.
“O resultado colhido com esta utilização foi extremamente positivo. Pudemos contribuir para que nossos atletas desempenhassem o seu melhor nível no alto rendimento, para trazer bons resultados no atletismo goiano. Muitos destes atletas treinavam de uma forma improvisada. No estádio Olímpico, eles têm o nível de preparação é o adequado”, afirmou o secretário.
Na atual gestão, o estádio Olímpico finalmente cumpriu o seu propósito de ser a casa de outros esportes, além do futebol. Em maio a praça esportiva foi palco do Jubs Rugby 7, recebendo times universitários de vários estados brasileiros. No mês de setembro foi realizado no local o Campeonato Goiano de Atletismo.
Paradesporto
O Estádio Olímpico também é um espaço esportivo importante para as modalidades paralímpicas. No alto rendimento, 20 atletas estão realizando seus treinamentos, sendo alguns que disputaram as Paralimpíadas Universitárias, em setembro, e outros que se preparam para as Paralimpíadas Escolares e o Meeting de Brasília, equivalente ao Campeonato Brasileiro de Paratletismo.
No campo social, a praça esportiva começa a receber na próxima semana matrículas para iniciação paradesportiva. Serão abertas 30 vagas para turmas de paratletismo, no período matutino. As inscrições podem ser realizadas pelo telefone 3201-6072.
“O paradesporto é uma área que temos muito carinho, tanto que o governador Ronaldo Caiado, ao recriar a Secretaria de Esporte e Lazer, criou também a Superintendência de Paradesporto, algo inédito no Estado. Além de ser um trabalho de alto rendimento, em que Goiás se destaca cada vez mais, haja visto nossa grande representatividade nas Paralimpíadas de Tóquio, tem uma função social muito importante na atenção à comunidade de pessoas com deficiência”, finalizou o secretário.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here